Produção do Ratinho Grava com Brigada Voluntária De Coité


São três anos de trabalho prestando serviços à comunidade coiteense de forma totalmente voluntaria, aos poucos vem sendo notado à importância desse grupo de homens e mulheres que doam seu trabalho e não recebem nada de volta, a não ser o reconhecimento de uma ou outra pessoa que precisou dos “Anjos da Vida” como é denominada a Brigada
O trabalho persistente faz lembrar o ditado que “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”, eis que os frutos parecem está bem próximo de serem colhidos.

“Eu não acredito em coincidência, acredito na providência divina”, frase do jovem Magno, que faz parte da brigada desde a sua fundação. Em entrevista ao CN, ele disse que acompanhava o Programa do Ratinho a cerca de trinta dias e viu algo que poderia ajudar a alcançar o que mais o grupo precisa, um veículo para dar continuidade ao trabalho de prestar serviços com maior qualidade e segurança.

Segundo Magno, ao observar um concurso no programa denominado “Promoção Topic CN Auto”, achou que aquela poderia ser a grande oportunidade e resolveu enviar um e-mail para a produção do Ratinho, contando toda a historia e dificuldades enfrentadas pela Brigada e que gostaria de se inscrever para participar,”foi muito rápido para eles me responderem o e-mail e logo marcaram que viriam a Coité conhecer de perto nosso projeto e gravar para mostrar nosso trabalho no programa e estiveram durante toda a tarde deste sábado conosco”, contou.

Segundo José Brandão produtor do SBT, a Brigada Anjos da Vida está entre cinco mil inscrições de várias cidades do Brasil e já está classificada para concorrer com outras duas entidades a um veículo Topic . Uma creche que cuida de crianças e uma equipe de basquete composta de atletas cadeirantes.

A produção fez gravação por mais de duas horas, começou pela sede da Brigada, situada a Rua Padre Madureira, onde filmou uma breve palestra com todos os componentes, em seguida montou os equipamentos no jardim a frente do estabelecimento aonde entrevistou Magno.



O jovem olhando para as lentes da câmara se aprestou com um ar de apelo a produção e aos milhões de brasileiros que assistirão ao programa na próxima sexta-feira.

“Ratinho, eu sou Magno, de Conceição do Coité, socorrista voluntário, escrevi para seu programa, para participar do concurso e que sabe conquistar esta Topic, que será muito importante para desenvolver nosso trabalho”. Nós queremos esse veículo não é para passeio, não é para brincar, é para salvar vidas”. Disse.

Após a apresentação, o produtor José Brandão, passou a questioná-lo como nasceu a Brigada e ele contou que foi através de um grupo de amigos que sensibilizados com a falta de um Corpo de Bombeiros e da SAMU e de o apoio adequado para socorrer vitimas de acidentes resolveram criar esse grupo, depois tomaram curso de primeiros socorros com um amigo na cidade de Camaçari e deram continuidade, com muita dificuldade, pois, havia material humano, havia boa vontade, mas faltava estrutura.

Magno falou também que depois de formado o trabalhou se estendeu e passaram a realizar palestras nas escolas para jovens e adolescentes a cerca dos danos causados pela droga. Disse também que os anjos da vida têm realizado ajuda de varias formas, citou que até uma dor de cabeça que uma pessoa sofre, se solicita a equipe, está lá para socorrer, “até mesmo animal de estimação, como atendemos certo dia a um chamado para salvar um gato, e a pessoa até hoje nos agradece, contou.

Quanto a Topic, Magno falou que irá melhorar de forma muito significativa, pois eles acabam colocado as próprias vidas em risco quando saem para prestar socorro de moto e as vezes com chuva. Falou também da dificuldade em transportar as macas que são de madeira e muito pesadas.

Questionado se algo havia marcado durante este período que atua como voluntário, ele disse que o que mais marcou foi um amigo dizer que o projeto não ia a frente por ser voluntario e eles não iria da sequencia. “ Esse mesmo rapaz sofreu um acidente e chegamos para prestar o socorro e ele sempre tem nos agradecido por aquele momento”, revelou.

Prosseguindo as indagações, o produtor perguntou como funcionam os serviços, e foi informado que funciona com uma equipe com aproximadamente 20 voluntários, que tem seus empregos e nos momentos de folga vão para o trabalho voluntario, “os que trabalham a noite, prestam serviços durante o dia, e vice versa. A brigada é a minha segunda casa,” afirmou.

O fato recente que marcou a brigada foi dia 23 junho, noite de são João, segundo o entrevistado, muitos estavam com as famílias curtindo, quando foram avisados de uma acidente envolvendo três rapazes em uma moto que havia colidido com um Corsa na BA 120, todos deixaram suas famílias e foram para o local do acidente, ao chegar lá, depois de atender as vitimas e colocar numa ambulância emprestada por uma funerária, a caixa de marcha apresentou problema e não pode seguir com dois rapazes em estado muito grave, ligaram para o dono da ambulância que disponibilizou outro veículo. Depois de deixar as duas vitimas mais graves com a equipe médica do Hospital Regional, retornaram para pegar o terceiro que estava em situação menos delicada.

A brigada voluntaria tem recebido importante apoio da policia militar tanto na informação de ocorrências como no apoio moral. De acordo com o jovem Magno o pouco que chega para o grupamento é doação, como é o caso de coturnos que a policia militar passa pra eles assim que recebe novos calçados. A farda foi adquirida por cada um, ou seja cada voluntario pagou para confeccionar a sua e quem não pôde a gente fez uma “ vaquinha” para ajudar.

Capitão Joilson Lesssa , comandante da 4ª Cia PM esteve dando apoio aos trabalhos de filmagens e foi entrevistado. Segundo ele, sem os anjos da vida a policia não atenderia a demanda, “são 63 mil habitantes e varias ligações e nós imediatamente solicitamos o trabalho deles que merece aplauso, pois nós como servidores de uma instituição estadual atendemos por obrigação, vocês da imprensa também são obrigados, mas eles não, eles estão aqui porque querem” ressaltou o oficial.




Trabalho de simulação de socorro – Após o trabalho de gravação na sede da brigada, toda equipe com apoio da polícia se dirigiu para a rodovia BA 411 trecho Coité /Salgadalia onde foi montado um esquema de simulação de socorro a uma pessoa que teria sofrido queda de moto. A equipe fez a gravação do trabalho ágil e responsável e pôde ver a dificuldade que enfrentam com a falta de um veículo adequado para colocar a vitima, que na maioria das vezes são colocadas na carroceria da viatura ou qualquer carro que esteja disponível no momento.
(Antonio Oliveira dos Santos, vitíma de queda de bicicleta)

 A maioria do grupo não teve a oportunidade de acompanhar a gravação na residência dos rapazes, pois assim que chegou, foi avisado que uma pessoa estava acidentada no bairro da Jaqueira, muitos deles se dirigiram para o local e encontram o cidadão de nome Antonio Oliveira dos Santos, 59 anos, morador da fazenda Sambaiba II, com dois profundos cortes no rosto em decorrência da queda de uma bicicleta, na Rua Olgarina Pitangueira. A vítima aparentava está alcoolizada foi atendida no local, recebeu um curativo e foi levada para o Hospital Regional.



Para fechar a matéria a equipe do Programa do Ratinho se dirigiu até a comunidade de Cantinho que fica distante cerca de 5km do centro de Coité para gravar com os dois irmãos que sofreram acidente na noite de são João e receberam o atendimento da brigada. Além dos irmãos outro amigo não teve a mesma sorte, também morador da comunidade não resistiu ao forte traumatismo no crânio e veio a óbito alguns dias após o acidente.

Postar um comentário

0 Comentários