Açougueiro é assassinado a golpes de facão por assaltantes na zona rural de Coité


O açougueiro Ivo dos Santos Silveira, 47 anos, residente na Fazenda Cabaceiras, distante 10 km da sede do município de Conceição do Coité, foi assassinado na noite de sábado (24), com diversos golpes de facão, ao resistir a um assalto. Bastante ferido, recebeu os primeiros socorros no pronto socorro do Hospital Regional, sendo transferido para Feira de Santana, mas não resistiu e faleceu dentro da ambulância quando passava próximo da cidade de Tanquinho.



Residência do magarefe já foi assaltada em outras oportunidades

Crime aconteceu na residência onde morava com a esposa e duas filhas –Ivo e a esposa Jucilene Otávia da Silva Silveira, 46, saíram de casa no final da tarde de sábado para o açougue no Povoado de Cabaceiras, há 02 km da residência, para efetuar a atividade que exercia há 15 anos. Por volta das 19h30, recebe a ligação da filha Josimeire da Silva Silveira, 19 anos, que aos prantos, desesperadamente, pedia socorro ao pai, pois a casa estava sendo arrombada e ela estava na companhia da irmã caçula Iara da Silva Silveira, 07 anos.


Desesperado, Ivo chama o colega de trabalho Alaelson dos Santos e seguem ao encontro das filhas e ao chegarem próximo a casa, verificou a porta da frente aberta e ao entrar se deparou com os homens, iniciando um luta corporal, enquanto o amigo saiu em busca de socorro nas casas dos vizinhos.

Quando Alaelson retornou acompanhado do vizinho Frank Mercês Alves, encontrou Ivo caído numa poça de sangue próximo a cerca por onde os dois assaltantes fugiram e a casa totalmente revirada e suja de sangue.


O que aconteceu até a chegada de Ivo a residência – Josimeire contou ao CN que estava em casa e com todas as portas trancadas, inclusive com proteção de madeiras nas janelas e portas, pois já haviam sido roubados duas vezes, quando percebeu que estavam tentando arrombar as portas do fundo. Neste momento ela ligou para o pai.

Os assaltantes não desistiram e arrombaram a porta da frente, entrando diretamente para sala onde elas estavam e, com revólveres nas mãos, disseram que era um assalto e queria o dinheiro. Ela disse que não tinham e por muito pressionar, entregou R$ 120 que seria para o pagamento dos produtos de beleza que revende.

Não dando por satisfeitos, começaram a revirar os cômodos da casa em busca de mais dinheiro e falavam repetidamente, “seu pai chega neste instante e ele vai trazer dinheiro”, numa demonstração que já conhecia a rotina.


Facão usado no crime foi deixado no local

Um dos assaltantes, ao procurar por dinheiro em cima do guarda rouba do quarto do casal, encontrou um facão, que pertencia ao açougueiro, que também é agricultor familiar e usar para cortar palmas que era utilizada para cortar ração para os animais.

Assim que Ivo entrou, foi logo avisado que era um assalto e que passasse o dinheiro. Josimeire não soube explicar como começou e quando viu foi seu pai lutando com um dos assaltantes. “Acredito que um deles esteja ferido na cabeça, pois levou uma paulada com um das trancas da janela”, lembrou à jovem.

Com dificuldades de informar, pois estavam em estado de choque, Josimeire não lembra a fisionomia dos assaltantes, mas descreve com sendo um baixo, moreno claro e estava com short vermelho e camisa amarela. O outro, cuja identificação é mais difícil, usava jaqueta e capacete.

Fuga com moto – O vizinho Frank das Mercês contou que não teve com vê os assaltantes, pois estava escuro e eles pularam uma cerca de acesso ao corredor conhecido com Antonio de Garcilo, onde estava uma moto. “Vi bem que era uma moto vermelha, tittan 125, ano 88 e com uma descarga berrante, que fazia muito barulho e tivemos condições de ouvir por muito tempo, enquanto seguia com destino a Coité”, falou Frank.


A vítima atendeu ao chamado da filha neste orelhão ao lado do açougue

A polícia Militar foi acionada e esteve em diligência na região, mas até ás 04h deste domingo (25), enquanto a equipe do CN permanecia na região onde aconteceu o fato, não havia nenhuma pista. Policiais acreditam que esta moto rodou na região durante o dia e até mesmo pelo barulho da descarga, teria chamado atenção e pediram ao CN que publicasse este apelo, informando a polícia, caso alguém saiba de uma moto com estas carateristas, pessoas que tenham aparecido com ferimentos sem explicação ou mesmo pessoas suspeitas, que tenham envolvimento com o crime e que tenham sido visto com as roupas citadas pro testemunhas.

As informações serão mantidas em sigilos e pode ser através do 190. “Um crime desta natureza, envolvendo um trabalhador, pai de família, não pode ficar impune e tem que ser esclarecido, punido e divulgado para sociedade, esperamos que com esta matéria no CN as pessoas que viram por ai alguém com essas características bem como a motocicleta avise as autoridades competentes” , desabafou um dos militares que integravam a guarnição que demonstrou indignação com o caso.


Reportagem e fotos exclusivas do Calila Noticias /Valdemí de Assis e Raimundo Mascarenhas

Postar um comentário

0 Comentários