Ônibus que levava trabalhadores na BA rodava com liminar do DF, diz PRF



Ônibus não tinha autorização da ANTT para circular (Foto: Zenilton Meira/ Agência A Tarde/ AE)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) afirma que o ônibus envolvido em acidente na Bahia neste sábado (3) não tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e circulava mediante uma liminar expedida pela Justiça de Brasília. O veículo se envolveu em acidente com uma carreta e um caminhão na BR-116, perto da cidade de Milagres.

Um balanço do Hospital Prado Valadares, de Jequié, divulgado às 14h30, informou que 33 pessoas morreram e 13 ficaram feridas, sendo três em estado gravíssimo. Mais cedo, a PRF havia confirmado a morte de 36 pessoas e divulgado que 11 tinham sido levadas para hospitais. O atendimento aos feridos está concentrado em Jequié. A PRF chegou a anunciar que haveria uma coletiva de imprensa para dar detalhes sobre o acidente, mas o encontro não aconteceu.

Segundo o encarregado pela fiscalização dos transportes coletivos na PRF da Bahia, inspetor Ruvenal Farias, o ônibus pertence a uma pessoa física que fez o contrato de arrendamento de veículo para transporte coletivo junto à empresa TCB. Ainda de acordo com o inspetor, o ônibus não está habilitado na ANTT, órgão regulador do transporte coletivo no país. No entanto, ainda segundo as informações da polícia, o veículo rodava com uma liminar expedida por uma juíza de Brasília. O ônibus tinha placa da cidade de Santo André, em São Paulo.

(G1)

Postar um comentário

0 Comentários