Jacobina: Mão de obra feminina ganha espaço no mercado industrial


A empresa jacobinense DK Montagem e Manutenção Industrial vem inovando no setor industrial desde a criação em 2010.

Com apenas um ano e meio no mercado a empresa vem crescendo e a cada dia conquistando mais clientes no município e na região. De acordo com o Sr. Neimario Santana, sócio proprietário da DK, ainda hoje há escassez de profissionais qualificados para atuar neste tipo de serviço de metalurgia industrial, principalmente no interior nordestino, pois profissionais qualificados neste área são contratados por grande empresas e exportados para outro estados e até outros países do mundo.

Preocupados com essa realidade e desejos de investigar em algo inovador e que trouxesse vantagens para a empresa e para a sociedade onde moram, Neimario e seu sócio Carlos Cruz, resolveram fazer uma tentativa ousada.


Jailza, soldadora iniciante

No inicio deste ano os empresários apostaram em algo que inicialmente seria um teste que a longo prazo viesse a dar certo, porem se surpreenderam com a rapidez do resultado.

Geisa Oliveira da Silva, 18 anos e Jailza Jesus da SIlva, 27, ganharam a oportunidade de aprenderem a serem soldadoras profissionais, com oito dias de trabalho, elas demonstraram interesse, capacidade, persistência e perfeição e suas tarefas iniciais.

Para Neimario, as jovens conseguiram em pouco mais de uma semana desenvolver tarefas praticas que muitos homens demorariam cerca de 90 dias. Por acreditar no potencial da mão de obra feminina a DK Montagem e Manutenção Industrial contratou as duas que hoje já fazem parte do quadro de funcionário da empresa.

Equipe da DK

Além de Geisa e Jailza a DK já conta com a mão de obra feminina de Mila, responsável pelo setor financeiro da empresa e que também aprendeu a arte de soldar e hoje ajuda as colegas iniciantes com instruções sobre como desenvolver a profissão.


Segundo Geisa Oliveira, esta inserida no mercado profissional era um sonho que se concretizou com a oportunidade dada pela DK. “Mesmo executando um trabalho visto por muitos como algo só para homens, não deixamos de lado nosso jeito feminino, por trás do macacão e dá mascara protetora utilizada para nos proteger dos raios emitidos pela solda tem uma mulher maquiada, cabelos escovados e brilho no bolso para retocar a maquiagem dos lábios” contou a soldadora em tom de felicidade e realização.

Novos Projetos
Com a criação da sede própria da empresa, os empresários pretendem usar a mão de obra feminina exclusivamente no setor de serralheria, na confecção de grades e portões.

Em parceria com a Gerdau, empresa centenária no fornecimento de aço e outras empresas apoiadoras da idéia, Neimario espera ampliar as vagas para mulheres e trazer mais capacitação profissional para a equipe através do projeto “Profissional do Aço”, idealizado pela multinacional.

Outro sonho da empresa é dar oportunidade de aprendizagem profissional a jovens e adolescentes da cidade, que por falta de opção acabam enveredando por caminhos adversos e dolorosos como o do tráfico de drogas.

Segurança
As atividades profissionais nas serralherias expõem seus trabalhadores a alguns riscos: ruídos, agentes químicos, condições ergonômicas impróprias e acidentes. Na DK Montagem e Manutenção Industrial há uma preocupação muito grande com bem estar dos colaboradores e estes recebem diariamente instruções de como se protegerem dos riscos inerentes as sua funções no local de trabalho, bem como a importância do uso dos Epi’s adequadamente.

Serviços no mercado
Durante esse pouco tempo no mercado industrial a DK já participou da construção de projeto importantes na cidade e na região:
Galpão da Simônica Vidros, Mão de obra para a Yamana Gold, Galpão da Ega Mármore e outros.

Equipe
Solda: Geisa, Jailza, Mila
Motangem: Edinalilton, Valdir e Adinael
Acabamento: Alex
Direção: Carlos e Neimario

Endereço
Entrada da Ladeira, s/n, Cruzamento com a Av. Nossa Senhora da Conceição (Tamarindo) (74) 3621-2869 – 8103-0155. 


Fonte: Opovoquersaber.com (Repórter Antonio Carlos)



Postar um comentário

0 Comentários