Macarrão pode ter matado Eliza Samudio por amor gay a Bruno

Tatuagem de Macarrão, sendo levado para penitenciária na foto à esquerda


Luiz Henrique Romão, o Macarrão, pode ter matado Eliza Samudio, ex-amante de BrunoFernandes, por amor homossexual ao ex-atleta do Flamengo. A hipótese foi levantada pelo novo advogado do goleiro, Rui Pimenta, de acordo com o portal Terra.


Segundo o advogado, o crime seria uma prova de amor de Macarrão, que já foi chamado por outros detentos de "bicha" em razão da tatuagem nas costas em que declara seu "amor verdadeiro" ao goleiro. Para Pimenta, é necessária uma avaliação feita por psiquiatras forenses para comprovar sua hipótese. 

O advogado disse ainda acreditar que Bruno possa ser libertado nos próximos dias. Segundo ele, em dezembro, na véspera do recesso do Judiciário foi feito um pedido de habeas-corpus em Brasília. Para ele, há "99% de certeza que Bruno sairá e voltará a jogar no Flamengo, já que ele tem se preparado fisicamente para isso". Segundo a reportagem do Terra os advogados de Macarrão não responderam aos contatos feitos até a publicação da matéria. 


(G1)





Postar um comentário

0 Comentários