Tecnologia: A volta do Walkman

Walkman Z (Reprodução)

A Sony "desenterrou", por assim dizer, um de seus aparelhos mais famosos, e que certamente está na memória de muitos usuários: o Walkman, que vai retornar ao mercado ainda este ano.

O anúncio foi feito na coletiva de impresa da empresa na CES 2012, na última segunda-feira (09/01). A nova linha Walkman terá sistema Android e uma tela touchscreen LCD de 4,3 polegadas com resolução de 800x480, e virá nas versões 8 GB, 16 GB e 32 GB, dependendo da quantidade de dados armazenada pelo dono.

De acordo com a empresa, o aparelho vai servir as necessidades dos usuários que querem mais músicas em seus dispositivos - incluindo o PS3 e smartphones - através do Sony Music Unlimited. Hoje, o serviço está disponível em 13 países e possui mais de 12 milhões de músicas em seu catálogo.

O modelo Z1000 será equipado com Android 2.3, e a novidade fica por conta de um amplificador digital que equilibra os níveis de ruído para reduzir a distorção dos sons. Já o Walkman Z Player possui Wi-Wi habilitado com acesso completo ao Android Market e transmissão de dados DLNA ou HDMI.

Os preços variam entre US$ 249, US$ 279 e US$ 329 dólares.

Tablets, PlayStation Vita e Music Unlimited
Outro serviço que receberá uma forte atualização é o Sony Music Unlimited, que promete oferecer aos indivíduos uma forma diferente e mais interativa de ouvir e compartilhar música, através de smartphones e do PlayStation 3.

Além disso, pouco conhecidos do público brasileiro, os tablets da Sony foram outros dispositivos enfatizados durante a conferência. Entre eles está um dobrável e de dupla tela, intitulado Sony Tablet P. Os portáteis da linha Vaio, alto-falantes e câmeras de foto e vídeo também tiveram destaque na apresentação.

Já o PS Vita - novo aparelho móvel de jogos da Sony, que tem data de lançamento nos Estados Unidos e Europa para o dia 22 de fevereiro -, foi um dos pontos altos do evento. O dispositivo dará aos usuários a oportunidade de acessar as ofertas da locadora online Netflix e alugar os filmes para assisti-los no produto.


Fonte/Reprodução: Olhar digital

Postar um comentário

0 Comentários