Sobe para 83 número de homicídios na Bahia, desde início da greve

Foto: Raul Spinassé/Agência A Tarde
Treze pessoas foram mortas hoje (5) na Bahia. Com isso, sobe para 83 o número de homicídios desde o início da greve da Polícia Militar. Na semana anterior à greve, foram registrados 41 homicídios. Até o momento, apenas um dos os 12 mandados de prisão expedidos contra policiais militares que lideram o movimento foi cumprido.

O soldado Alvir dos Santos, do Batalhão de Policiamento Ambiental, foi preso na madrugada de hoje (5) pelo comandante do batalhão, major Nilton Machado, sob a acusação de formação de quadrilha e roubo de patrimônio público (veículos da Polícia Militar).

Segundo o tenente-coronel Cunha, do Exército Brasileiro, o soldado é “um dos participantes do movimento”. Ele foi encaminhado à Corregedoria da Polícia Militar e, em seguida, levado preso pela força-tarefa da Polícia Federal. “Já foi feita a prisão e tomados os procedimentos jurídicos necessários, com presença do advogado e dos parentes”, disse.

Os policiais em greve estão acampados em frente à Assembleia Legislativa e reivindicam a aprovação do plano de carreira, regulamentação da gratificação de atividade policial, nível 5, melhores salários e condições de trabalho. Pedem também anistia para os integrantes do movimento grevista, o que já foi negado pelo governador Jaques Wagner.

Segundo a Secretaria de Segurança da Bahia, o movimento grevista abrange apenas um terço dos 30 mil policiais militares do estado.


Pedro Peduzzi – Repórter da Agência Brasil


Postar um comentário

0 Comentários