Lapão: Acusada de matar filha de vereador é transferida para Salvador



Segundo a polícia, Maria de Fátima 
é principal suspeita do crime



A garotinha Júlia estava desaparecida 
desde a última sexta-feira


Revoltados, moradores do município de 
Lapão destruiram a residência da acusada

(Por Pascoal Ferreira - Irecê Repórter) Em depoimento à polícia de Irecê na noite desta segunda-feira (5), Maria de Fátima dos Santos, 48 anos, confessou ter matado a garota Júlia Lina Rodrigues, de 8 anos, no povoado de Rodagem, em Lapão, na região de Irecê. Maria de Fátima relatou que atraiu a menina com um brigadeiro no qual colocou um remédio controlado. Quando a criança adormeceu, Fátima aproveitou para asfixiá-la com um saco plástico. Em seguida, jogou a garota em uma fossa no fundo de sua casa. Em entrevista à imprensa, Mária de Fátima declarou: “Foi por impulso, foi algo muito estranho, de última hora. Foi um ato de maldade. Pode me punir”.

Ela estava detida como a principal suspeita do desaparecimento de Júlia, na última sexta-feira (2). Fátima foi transferida nesta noite para um presídio em Salvador. Ela responderá, entre outros crimes, por homicídio e ocultação de cadáver.

Como forma de protesto, populares revoltados incendiaram a casa onde Maria de Fátima Morava. Júlia era filha do vereador Getúlio Silva e Souza e da professora Núvia Carlane Rodrigues de Lima Silva. O casal está muito abalado e chora muito. O corpo de Júlia foi sepultado em clima de comoção e muita revolta, por volta das 22 horas. 


Fotos: Jefferson Messias



Postar um comentário

0 Comentários