Jacobina: Dois bebês morrem no Hospital Municipal Antônio Teixeira


Na sexta-feira, por volta das 9h da manhã, a parturiente Milane Souza Araújo, do povoado do Paraíso, esteve no Hospital Municipal Antônio Teixeira Sobrinho, com perda de líquido.
De acordo com informações, o médico de plantão disse que era para ela retornar para casa, pois não estava ainda na hora do parto.
A mãe da paciente insistiu para que ela ficasse internada no hospital e lá permaneceu até a tarde, voltando para casa, no povoado do Paraíso.

No sábado, ela passou muito mal e voltou para o Hospital Antônio Teixeira por volta da 1h da madrugada, sofreu a madrugada toda, vindo a ter o parto feito por uma enfermeira porque não havia médico de plantão, segundo informou uma familiar.
Quando o bebê nasceu às 11h da manhã disseram à família que mãe e filho estavam bem.
A família foi aconselhada a procurar um médico pediatra porque não há esse tipo de médico especialista no hospital.

Foi tentada a internação do bebê, por conta da família, no Hospital da Criança, em Feira de Santana, mas não havia vaga de UTI Neonatal.
Nesta madrugada, por volta das 6h, o bebê não resistiu e faleceu.
Um outro bebê também faleceu no Hospital Municipal Antônio Teixeira, fato confirmado pelo serviço de atendimento à redação do Corino Urgente, agora há pouco, por telefone.
Uma mulher informou que chegou a fotografar esse segundo recém-nascido dentro de uma caixa, permanecendo a mãe deste internada no hospital.
No domingo em que era para ser comemorada apenas a Corrida Duque de Caxias, uma segunda corrida ganhou o destaque do dia: a da morte.
Casos comuns

Em pleno século 21, a saúde pública de Jacobina tornou-se uma grande preocupação para os moradores da periferia e povoados.
Hoje, a reportagem do Corino Urgente ouviu uma mãe do Soropó, que perdeu um filho no sábado da semana passada. "Eu estive nos dois hospitais e expliquei que meu caso era gravidez de risco, o médico me mandou de volta para casa e não se preocupou em nenhum momento com minha gravidez, fiquei andando de um hospital para o outro e acabei perdendo meu filho", contou ela à reportagem.

Uma outra mãe do povoado de Pau Ferro disse que está fazendo pré-natal em Salvador porque não confia na saúde pública de Jacobina. "Estou gastando dinheiro, pois sou diabética, minha gravidez é de alto risco, e não confio nos hospitais de Jacobina", afirmou, finalizando: "Sei que se ficasse fazendo pré-natal aqui iria acabar perdendo o meu filho e até morrendo."
Chegou à redação a informação de que um terceiro bebê teria morrido, neste fim de semana, no Hospital Regional Vicentina Goulart. 
Uma atendente do hospital negou o óbito ao falar com a reportagem do Corino Urgente, na manhã deste domingo, 26, por telefone. 

Fonte/Reprodução: Corino Urgente




Postar um comentário

4 Comentários

  1. Isso é fato ocorrido na nossa cidade chamada CIDADE DO OURO onde a prefeita não ta nem ai com a Saúde Pública, depois vem ela usando professores para pedir voto para que ela seja reeleita. Espero em Deus que o nosso povo Paraisense tenham aprendido votar para não votar em uma pessoa que não está nem ai para a população quando crianças vem morrendo em hospitais dessa cidade não é o primeiro do Paraíso não tem um amigo meu que já perdeu dois filhos por inresponsabilidade medica na verdade não acho que seja inresponsabilidade e sim falta de profissionais se não fosse a infermeira o que seria da nossa amiga Milane? Lembro mim que a 4 anos atrás a prefeita Valdice em campanha eleitoral no clube PFC disse que iria contratar medicos para jacobina e povoados mas nada disso aconteceu. temos exemplos o PSF do Paraíso que tanta gente que acorda cedo para ir ao posto de Saúde marcar uma consulta para ser atendida depois que o medico chega que Deus sabe a hora que ele chega o hospital do povoado do Junco funciona como PSF e não tem medico regulamente como visto nas reportagens desse site e no site corino urgente.
    Então eleitores do Paraíso abram o olho e vomos votar consciente vamos mudar essa historia de votar em politico que só quer ganhar dinheiro vamos eleger um politico pobre que esse sim sabe o que é um enchada, uma foiçe, uma enxadete e uma roça de onde sai o sustento desses politicos corruptos que so sabe ganhar eleição na copra de voto politico que copra coto não merece seu respeito por tanto eleitor mostre como se vota no dia 7 de outubro vamos mudar a historia do Paraíso e de Jacobina.

    ResponderExcluir
  2. que as palavras do meu amigo jailson faça juizo aos muitos moradores do nosso povoado [paraiso]eles só querem ganhar por causa do salario que eles vão ter durante 4 anos.
    e nós ñ vamos ver neuma benfeitoriaas feito por ele.sim vamos ver mansões e fazendas bonitas por eles com os nosso recursos!ISTO É UMA VEERGONHA!pense bem antes de votar para canditatos corruptos.

    ResponderExcluir
  3. Layla Victoria Morreu Pq Não Teve Atendimento Erra Para Fasse Um sesario Em Millane . Ai dero um remedio para ela parar de sentir dor no outro dia dero outro para sentir dor ai parecer que deu um jok .. isso ta acontecendo com muitas famillia essa prefeita não vale nada.. tem que tira essa prefeita de jacobina quando rui tava ele podia ser ruim nas outras coisas mais na nos hospitais de jacobina dava erra prase ...

    ResponderExcluir
  4. Este não é o primeiro caso desde de 2009 (ano que a prefeita entrou) vem ocorrendo vários casos, tá na ora de mudar. Se um político não se preocupa com a saúde da população é por que ela não esta "nem ai" para ninguém, a prefeita esta achando que asfaltar ruas, é mais importante do que o nascimento de crianças com saúde, tanto para elas como para a mãe, e ela ainda sobe no palco para dizer que ama a população jacobinense. Se toca Valdice.
    E acorda população paraisense!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir