Fiscalização: ANVISA interdita farmácias em Jacobina e Região


Fiscais da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – estiveram em Capim Grosso nesta terça-feira (16) pela manhã e agora à tarde estão em Jacobina, realizando trabalho de fiscalização em farmácias da cidade e região. Participam do processo de fiscalização quatro fiscais, acompanhados de Policias da PRF – Polícia Rodoviária Federal.


Os fiscais cobram dos proprietários de farmácias das cidades autorização de funcionamento da ANVISA, autorização essa que custa em média R$ 500 reais/ano, presença de um farmacêutico no estabelecimento comercial, autorização para a venda de medicamentos controlados no SNGPRC (Sistema Nacional de Gerenciamento de Produtos Controlados).


Seis estabelecimentos comerciais foram interditados pelos fiscais da ANVISA, com base na Lei 6.437 de 20 de Agosto de 1977 em Capim Grosso e em Jacobina até o momento do fechamento dessa matéria já haviam sido, uma interditada e várias outras por inspeção fiscal.

Em conversa com um dos fiscais, o mesmo informou que os proprietários de Farmácias que forem interditadas vão enfrentar um processo administrativo na ANVISA em Brasília, processo esse que determinará o valor da multa a ser aplicada aos estabelecimentos interditados.

As farmácias interditas só poderão voltar a funcionar depois de atender todas as determinações previstas em lei. Aguardem maiores informações.


Fonte/Reprodução: Diário da Chapada
Texto: Arnaldo Silva
Foto Geraldo Oliveira



Postar um comentário

0 Comentários