Mulher esquece amante preso em Armário e é indiciada por homicídio


A Polícia de Macapá (AP) indiciou por homicídio culposo quando não há intenção de matar, a nutricionista Daniela Duarte Divana Dantas, 33 anos, que esqueceu e deixou o amante morrer preso dentro do armário, na sua residência.

O caso aconteceu na Rua Leopoldo Machado e chocou a população de Macapá, no Amapá. O delegado que apura o caso disse que só a perícia vai informar com precisão quantos dias o amante de Daniela ficou preso no armário, mas estipulou algo em torno de 10 a 15. No depoimento prestado a polícia, Daniela deu detalhes de como a tragédia aconteceu: "Estávamos no quarto de hospede quando meu marido chegou e bateu na porta. 

Tive que prendê-lo no armário e como raramente entro nesse quarto, esqueci-me de voltar lá para soltá-lo. Dias depois uma amiga veio dormir na minha casa e foi para esse quarto. Ela sentiu um cheiro estranho e abriu o armário e desmaiou quando viu o cara lá dentro já sem vida”, disse. O empresário Dantas, marido de Daniela, disse que perdoa a esposa e que vai pagar bons advogados para defendê-la na justiça. "Eu perdoo porque o cara morreu, acho que isso basta e me deixa vingado pelo que aconteceu”, disse.


Fonte/Reprodução: Bahia Acontece

Postar um comentário

1 Comentários

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ESSA É BOA VIU AINDA PERDOAR ? ? SEI NAO VIU KKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir