Prefeito manda fazer levantamento de ruas calçadas no governo Valdice








À direita, a ex-prefeita Valdice Castro, ladeada pelo empreiteiro

Jasson Joaquim, correligionário político da ex-alcaide.






O prefeito de Jacobina, Dr. Rui Macedo disse hoje que mandou fazer um levantamento de todas as ruas calçadas durante o autointitulado “Governo da Transformação”, comandado pela ex-prefeita Valdice Castro.










Segundo Dr. Rui, ele esteve, ontem, dia 15, na sede do Desenbahia e soube dos técnicos que Valdice havia contratado cerca de oito milhões de reais para serem aplicados em obras de calçamento de ruas de Jacobina.










Macedo colocou ainda que acredita essas ruas calçadas não existam.






Caso se comprove a inexistência da aplicação desta verdadeira fortuna no calçamento de ruas em Jacobina, se verificaria um escândalo de proporções arrasadoras.






Dr. Rui Macedo ainda garantiu a vinda da UTI adulto e neonatal e a manutenção do serviço da SAMU. Sobre este último, Dr. Rui Macedo afirma que a ex-prefeita teria colocado o serviço para funcionar de forma irregular, já que nem no Ministério da Saúde o serviço estaria registrado.






Sabe-se que a ex-prefeita denominava o serviço de “SAMU local”, uma excrescência semântica e uma boçalidade administrativa.






Sobre o concurso feito pela ex-gestora, Macedo afirmou: “este concurso foi feito para que aprovasse a filha da ex-prefeita”, que, segundo Rui, teria ficado em uma das últimas colocações, obrigando a prefeita a ampliar o número de chamados supostamente para beneficiar a filha.






Em sendo fato concreto, não bastasse ser o concurso desnecessário, já que privilegiou áreas que já tem excesso de servidores, ainda teria supostamente sido feito para beneficiar a filha da ex-alcaide, o que dá a impressão que tudo o que foi feito (ou quase tudo) no governo anterior teria a marca da ilegalidade, imoralidade ou teria engordado de benefícios vários "apaninguados" escolhidos a dedo.






É o velho método de se misturar o público e o privado, ou considerar que ainda vivemos em séculos trevosos em que um era extensão do outro.










Fonte/Reprodução: Bahia Web Noticias















Postar um comentário

0 Comentários