Ministério Público abre procedimento para investigar Declaração de Bens de Luciano da Locar


Sem carro, sem casa, sem empresa e até sem conta bancária, 
candidato guarda mais de R$ 200 mil em espécie

A Declaração de Bens do candidato à Prefeitura de Jacobina, Luciano da Locar (DEM), será investigada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE), que abriu procedimento de investigação, acatando denúncia da coligação majoritária “O Trabalho vai Continuar” por provável ilícito eleitoral do candidato.

Mesmo sendo apontado como empresário, Luciano declarou à Justiça que não ter casa, carro, empresa ou qualquer outro imóvel, mas que guarda em sua residência a quantia de R$ 210.000,00 (duzentos e dez mil reais) em espécie/dinheiro vivo. Sim, o candidato também declarou que não possui uma simples conta bancária.

A promotora de Justiça, Dra. Milena Moreschi, solicitou no dia 22 de setembro a oficialização do candidato para que, no prazo máximo de 10 dias, ele possa se manifestar por escrito e explicar por supostas irregularidades em sua Declaração de Bens. 

Assessoria de Comunicação 
Eleições 2016


Postar um comentário

0 Comentários