Vereadora irá em escolas para confirmar se livro infantil que cita temática do incesto foi recolhido



No início do mês de março a vereadora Luzinete Lucena (PSC), mais conhecida como Irmã Luzinete, usou a Tribuna da Câmara de Vereadores de Jacobina para denunciar a distribuição do livro de conto infantil "Enquanto o sono não vem", distribuído em escolas públicas do ensino fundamental para alunos do primeiro ao terceiro ano, voltado para crianças entre seis e oito anos de idade.

A vereadora considera a obra um afronta à família por conta do conto "A triste história de Eredegalda", que trata a história de um rei que quer se casar com uma de suas filhas e, por conta da negativa, a mantem presa em uma torre e ela acaba morrendo de sede. A obra é de autoria de José Mauro Brant e foi publicada pela Editora Rocco.

Após fazer a denúncia, a vereadora Luzinete encaminhou ofício à Secretaria Municipal da Educação que, em resposta, comunicou do recolhimento da obra já no ano de 2017.

"A nossa denúncia não foi infundada, uma mãe nos procurou e informou que teve acesso a um exemplar deste livro em uma biblioteca de escola municipal e teme que tenha ficado algum exemplar sem ser recolhido. No entanto, mesmo com a resposta formal, via ofício, da Secretaria da Educação, faremos visitas às escolas para verificar se algumas criança ainda tem acesso a tal livro", ressaltou a vereadora Luzinte.

Imagens: Divulgação/Internet
Ascom/Oposição Jacobina


Postar um comentário

0 Comentários