Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova reabre neste sábado


Depois de cinco meses desativado, o centro de tratamento para a Covid-19 instalado na Arena Fonte Nova voltará a receber pacientes. A decisão de reabertura foi tomada pelo Governo da Bahia e anunciada na última segunda (22), em virtude da forte pressão vivida pelo sistema de saúde nas últimas semanas, com taxas de ocupação de leitos acima dos 80% na rede pública e privada. O Hospital de Campanha da Arena Fonte Nova foi inaugurado em junho de 2020 e tem capacidade total de 240 leitos, sendo 140 clínicos e 100 de UTI. A secretária de saúde do Estado em exercício, Tereza Paim, abriu licitação em busca de uma empresa para gerir o equipamento.

Oitenta leitos, sendo 50 de UTI e 30 clínicos, estarão disponíveis de forma imediata, dez a mais do que os ofertados durante a inauguração. A meta da unidade é oferecer ao todo 200 leitos, distribuídos gradualmente entre os dois tipos. O atendimento permanecerá sendo através da central de regulação da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Com a curva de crescimento do vírus em alta, a previsão é de que as vagas sejam preenchidas rapidamente. Segundo o governador da Bahia, Rui Costa, 195 pessoas aguardam na fila da regulação em toda a Bahia. Destas, 133 residem em Salvador, número bem acima do registrado no auge da primeira onda, em julho do ano passado, quando 64 pacientes foram regulados.

O Estado aguarda a chegada de respiradores que serão enviados pelo Ministério da Saúde, para ampliar a capacidade de atendimento. Entretanto, a maior dificuldade enfrentada pela Sesab é a captação de médicos intensivistas, especializados em atendimentos mais complexos. De acordo com a pasta, muitos dos profissionais estão enfrentando sobrecarga na jornada de trabalho, e a exaustão física e emocional ocasionada por quase um ano na linha de frente do combate à pandemia do novo coronavírus. Além da volta da unidade da Arena Fonte Nova, o prefeito de Salvador Bruno Reis comentou hoje em transmissão no Youtube sobre a possibilidade de o Ginásio Poliesportivo de Itapuã ser convertido em outro hospital de campanha, mas sem dar maiores detalhes sobre o assunto.

Fonte: Tribuna da Bahia/Lily Menezes
Foto: Romildo de Jesus

Postar um comentário

0 Comentários